5 maneiras de ensinar com o chatGPT

Tempo de leitura: 4 minutes

Loading

Formas de ensinar efetivamente com o ChatGPT e evitar o uso indevido da tecnologia pelos alunos

Aprender a ensinar com o ChatGPT é uma prática nova e um tanto controversa. Grande parte da discussão na área da educação desde o lançamento do avançado chatbot de IA no final de 2022 tem se concentrado em como evitar a desonestidade com o ChatGPT. No entanto, muitos educadores agora utilizam o ChatGPT como uma ferramenta útil e versátil.

Lembre-se de que o ChatGPT foi projetado para uso de adultos maiores de 18 anos e ainda é uma tecnologia nova, cujos usos e abusos ainda não são totalmente compreendidos. Por exemplo, uma tecnologia relacionada ao ChatGPT, que foi integrada ao mecanismo de busca do Bing para usuários selecionados, recentemente ganhou destaque por proferir coisas perturbadoras a um repórter do New York Times. Estudantes universitários podem ser adultos o suficiente para experimentar o ChatGPT por conta própria, mas estudantes do ensino fundamental e médio podem precisar trabalhar com um professor através da conta do educador.

Aqui estão cinco maneiras de ensinar com o ChatGPT

1. Ensine com o ChatGPT: Peça aos seus alunos para fazerem críticas à escrita do ChatGPT

Ter o ChatGPT gerando textos que são posteriormente avaliados pelos alunos pode ser um exercício divertido, diz Jenith Mishne, diretora de Tecnologia Educacional do Newport-Mesa USD na Califórnia.

“Digite o tópico no ChatGPT e obtenha o texto de cinco parágrafos, então peça aos alunos para melhorá-lo”, ela diz. “Vamos discutir esse texto, porque sabemos que não é uma escrita excelente. É muito simples, não possui história de vida nem experiência pessoal.”

Isso pode ser uma forma envolvente de fazer os alunos pensarem criticamente sobre a escrita e o potencial e limitações dessa nova tecnologia.

2. Peça ao ChatGPT para avaliar seus alunos

O ChatGPT pode verificar os textos dos alunos em busca de erros de gramática e ortografia, e também é capaz de oferecer conselhos apropriados com as instruções corretas, diz Torrey Trust, professora de educação na Universidade de Massachusetts Amherst.

“Alguns alunos ficam presos quando precisam começar com uma página em branco, ou não sabem como fazer uma transição entre parágrafos e, então, param de escrever, ou têm dificuldades com gramática, ortografia ou tradução de idiomas. Eles podem escrever o que está em suas mentes e, em seguida, buscar feedback do ChatGPT”, diz ela.

Para solicitar ao ChatGPT que faça uma crítica a um texto, pergunte algo como “Você pode oferecer algum feedback sobre esta amostra de escrita?”. Assim como os corretores ortográficos existentes, suas sugestões nem sempre são precisas, portanto, os alunos devem ter cautela ao seguir os conselhos de escrita do ChatGPT.

3. Peça ao ChatGPT para fazer perguntas aos seus alunos e resumir assuntos para eles

“Ele pode ajudar com perguntas de teste ou prática”, diz Trust. “Se os alunos tiverem uma avaliação final de unidade em breve, o ChatGPT pode gerar uma lista de perguntas de prática para eles continuarem construindo seu conhecimento e se prepararem para o teste.”

Quando está funcionando no seu melhor, o ChatGPT pode fornecer excelentes resumos de tópicos, abrangendo desde gramática até matemática e além.

“Já vi exemplos de alunos que tiveram dificuldade com tópicos complexos recorrendo ao ChatGPT e dizendo: ‘Resuma isso para uma criança de 10 anos ou um estudante do ensino médio’, e realmente torna a linguagem mais acessível e fácil de entender”, diz Trust. Claro, nem sempre está correto, no entanto, aprender letramento digital e ceticismo apropriado também pode ser uma habilidade valiosa para os alunos.

4. Utilize o ChatGPT para ensinar programação

O ChatGPT tem a capacidade de escrever código e utilizá-lo para ensinar programação pode mostrar aos alunos o poder da codificação, especialmente para aqueles que podem ter dificuldades com o assunto, diz Sheetal Sood, vice-diretora de avaliação da Universidade de Hartford.

“Ao pegar um código simples e ser capaz de mover um carro de um ponto para outro, eles têm um ponto de partida, é simplesmente empolgante”, diz ela. “Finalmente, há algo que não precisa ser apenas para os alunos que estão se saindo bem. Com STEM e STEAM, o currículo é acessível aos alunos que se destacam em determinadas áreas. Então, apenas ver como isso pode ajudar os alunos com dificuldades tem sido realmente empolgante.”

Sood também está animada com o potencial dessa ferramenta para ajudar a tornar a educação mais acessível de forma geral.

5. Discutir a ferramenta com os alunos sem proibi-la

Lisa Zawilinski, diretora executiva do Centro de Excelência em Ensino e Inovação da Universidade de Hartford, afirma que tentativas de proibir ferramentas tecnológicas no passado não foram bem-sucedidas.

“Eu comparo isso com quando a Wikipedia surgiu e todos os instrutores diziam: ‘Agora não usem a Wikipedia, vocês não podem usar a Wikipedia’. O que os alunos estavam fazendo? Eles estavam usando a Wikipedia”, diz ela. No entanto, ao longo do tempo, os educadores começaram a usar a Wikipedia e perceberam que era um bom ponto de partida para suas pesquisas sobre um tópico.

À medida que a sociedade aprende as melhores formas de usar o ChatGPT, os educadores devem convidar seus alunos a participar de discussões sobre suas implicações éticas e uso adequado.

Embora os educadores entrevistados concordem em usar o ChatGPT com cautela, eles também querem equilibrar isso encorajando os alunos a acessar adequadamente as ferramentas disponíveis para eles.

Por exemplo, quando Mishne estava fazendo seu doutorado no final dos anos 2000, o professor fez uma pergunta para a qual ninguém na turma sabia a resposta. “Todos nós tínhamos nossos computadores, e eu pesquisei no Google, levantei a mão e respondi”, diz ela. Outros alunos começaram a reclamar, dizendo que ela trapaceou. Mishne lembra-se do professor silenciando seus colegas críticos. “Eu não disse que vocês não podiam usar o Google. Ela foi apenas inteligente. Ela tinha uma ferramenta ao alcance das mãos, e ela a usou.”

 

 

Autor: Erik Ofgang
Fonte:
Tech&Learning
Artigo original:
https://bit.ly/3Pmobcl

Fernando Giannini

Pesquisador de tecnologia aplicada à educação, arquiteto de objetos virtuais de aprendizagem, fissurado em livros de grandes educadores e viciado em games de todos os tipos. Conhecimentos aprimorados em cursos de grandes empresas de tecnologia, principalmente no Google Business Educational Center e Microsoft. Sócio-proprietário da Streamer, empresa que alia tecnologia e educação. Experiência de 18 anos produzindo e criando objetos de aprendizagem, cursos a distância, design educacional, interfaces para sistemas de aprendizagem. Gestor de equipe para projetos educacionais, no Ensino Básico, Médio e Ensino Superior. Nesse período de trabalho gerenciou equipes e desenvolveu as habilidades de liderança e gestão. Acredita na integração e aplicação prática dos conhecimentos para a realização de projetos inovadores, sólidos e sustentáveis a longo prazo. Um dos grandes sonhos realizados foi o lançamento do curso gratuito Mande Bem no ENEM que atingiu mais de 500 mil estudantes em todo o Brasil contribuindo para a Educação Brasileira.

Participe da nossa comunidade no Whatsapp sobre Educação e Tecnologia

0 comentários

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Posts Relacionados

Aprendendo com IA: espelhos sociais e intelectuais

Até recentemente, as interações humanas com máquinas antropomorfizadas (entidades não-humanas que são atribuídas características humanas) eram consideradas divertidas, mas não eram vistas como emocionalmente relevantes para a maioria das pessoas. Embora muitos se...

10 efeitos negativos do uso de celulares para as crianças

Crianças de todo o mundo (embora não todas) utilizam smartphones para diversas finalidades. Algumas passam horas conversando com amigos, enquanto outras se dedicam a jogar inúmeros jogos. A Internet é frequentemente considerada uma fonte de conhecimento para as...

Sistemas de tutoria inteligente

Adaptação da aprendizagem de acordo com o nível e ritmo do estudante Os sistemas de tutoria inteligente se baseiam na capacidade de adaptar a aprendizagem de acordo com o nível e o ritmo do estudante. Usando inteligência artificial e técnicas de aprendizado de...

Quanto custa manter a nuvem no céu para o meio ambiente?

À medida que a humanidade aumenta sua capacidade de intervir na natureza com o objetivo de satisfazer as necessidades e desejos crescentes, aparecem as tensões e conflitos quanto ao uso do espaço e dos recursos naturais. Quanto custa manter a nuvem no céu para o meio...

Competências essenciais na era digital

A proliferação da IA em muitos aspectos da vida humana - desde o lazer pessoal até o trabalho profissional, passando pelas decisões políticas globais - impõe uma questão complexa sobre como preparar as pessoas para um mundo interconectado e em rápida mudança, que está...

Educação digital para prevenir abusos sexuais online

Depois de participar de uma aula incrível com a professora Beatriz Lorencini e o Felipe, fui tirado da bolha onde costumo estar a maior parte do meu tempo se não o tempo todo. Quando percebi eu estava em choque por "não saber ou escolher não saber" que existem...

Tag Cloud

Posts Relacionados

[dgbm_blog_module posts_number=”4″ related_posts=”on” show_categories=”off” show_pagination=”off” item_in_desktop=”2″ equal_height=”on” image_size=”mid” author_background_color=”#ffffff” disabled_on=”off|off|on” module_class=”PostRelacionado” _builder_version=”4.16″ _module_preset=”default” title_font=”Montserrat||||||||” title_text_color=”#737373″ title_font_size=”19px” title_line_height=”25px” meta_text_color=”#666″ meta_font_size=”13px” content_font_size=”13px” content_line_height=”30px” author_text_color=”#666666″ custom_css_content_container=”display:flex;||flex-wrap:wrap;” custom_css_image-container=”padding-top:70%;||overflow:hidden;” custom_css_image=”position:absolute;||top:0;||left:0;||bottom:0;||right:0;||object-fit: cover;||height:100%;||width:100%;” custom_css_title=”padding:20px;||margin-top:0;||order:2;” custom_css_content=”padding:0 20px 20px;||order:3;” custom_css_post-meta-middle=”order:1;||padding:20px;||border-bottom:1px solid #dcdcdc;||border-top:1px solid #dcdcdc;” border_width_all_post_item=”0px” border_width_all_content=”0px” box_shadow_style_container=”preset1″ box_shadow_blur_container=”5px” box_shadow_spread_container=”1px” box_shadow_color_container=”rgba(0,0,0,0.1)” global_colors_info=”{}”][/dgbm_blog_module]

Receba a nossa newsletter

Fique por dentro e seja avisado dos novos conteúdos.

Publicações mais recentes