A Inteligência Artificial é o futuro do ensino e aprendizado

Tempo de leitura: 3 minutes

Loading

A Inteligência Artificial (IA) e outras tecnologias e práticas emergentes estão moldando rapidamente o futuro em constante evolução do ensino e aprendizado, vislumbrando uma série de cenários e implicações para as novas gerações de estudantes do ensino superior, bem como para os professores.

Ferramentas alimentadas por IA, como o ChatGPT da OpenAI, abriram novas oportunidades no ensino superior para comunicação, ensino e aprendizado. À medida que professores e líderes continuam aprendendo e entendendo as diversas necessidades de seus estudantes, eles estão prestando uma atenção especial no conjunto de habilidades em constante evolução que seus graduados precisarão quando chegarem a hora de ingressar no mercado de trabalho.

O Relatório Horizon de Ensino e Aprendizado deste ano, publicado pela EDUCAUSE, uma associação de tecnologia do ensino superior, abordou as ideias aparentemente opostas de substituir a atividade humana por novas capacidades tecnológicas poderosas e a necessidade de mais humanidade no centro de tudo o que fazemos.

 

O potencial para a IA se tornar predominante está aumentando.

 

Já existem várias ferramentas simples de IA projetadas para melhorar ou substituir tarefas repetitivas, e elas já são amplamente utilizadas no ensino superior. A IA está ajudando instituições a economizar dinheiro e melhorar a eficiência, abordando desafios persistentes como matrícula, retenção estudantil e alocação de auxílio financeiro.

A IA também pode impactar a experiência de ensino ao ajudar os professores a criar conteúdo instrucional e avaliar trabalhos. A IA pode impactar a experiência dos estudantes ao aumentar o engajamento por meio do uso de avatares, chatbots e do Metaverso. Além disso, a IA pode melhorar os resultados de aprendizagem por meio da personalização da experiência de aprendizado. No entanto, ainda há mais por vir.

 

É apenas uma questão de tempo até que a IA se torne predominante.

 

Acredita-se que a IA vá mudar a experiência de ensino e aprendizado como a conhecemos. Avanços na IA e aprendizado de máquina, como o surgimento e o uso do ChatGPT no ensino superior, podem melhorar significativamente os resultados de aprendizagem, fornecendo acesso a todas as informações de que os estudantes precisam em uma fração do tempo.

Por outro lado, tais avanços na IA têm gerado debates sobre integridade acadêmica, precisão, equidade e justiça. Ferramentas alimentadas por IA, como o ChatGPT, estão se tornando cada vez mais sofisticadas e amplamente disponíveis. Enquanto alguns duvidam de sua eficiência e precisão, argumentando que depender dessas ferramentas pode fazer com que os estudantes percam habilidades importantes, outros afirmam que ainda é cedo para determinar se essas preocupações são totalmente fundamentadas ou simplesmente resultado de falta de compreensão da tecnologia, seus usos potenciais e estudos de caso práticos disponíveis.

Conforme avançamos, aprenderemos como alguns acadêmicos ao redor do mundo já estão utilizando a IA em seus cursos, criando novas formas de ensino e aprendizado e trabalhando em direção a um futuro onde a IA se tornará predominante em todos os níveis de educação.

Evidências mostram que a IA pode escrever redações universitárias que são praticamente indistinguíveis da escrita humana. No entanto, a criatividade humana, o raciocínio, o bom senso e o pensamento crítico são necessários para transformar um rascunho inicial gerado por IA em uma redação final aprimorada e precisa. Por essa razão, algumas preocupações sobre o potencial mau uso das tecnologias de IA não são compartilhadas por alguns especialistas. Pelo contrário, alguns especialistas acreditam que as ferramentas de IA podem realmente ser usadas para aprimorar a aprendizagem dos estudantes, levando o processo a um novo patamar.

De acordo com o relatório da EDUCAUSE, à medida que avançamos, as instituições precisarão planejar e decidir sua estratégia futura e como aproveitar a IA para melhorar a eficiência, promover uma forma mais criativa e inovadora de aprendizado, além de garantir a manutenção da equidade e justiça.

 

Uma das conclusões do Relatório Horizon

 

Garantir que todos os estudantes tenham acesso igualitário a uma educação de alta qualidade é crucial para promover a mobilidade social, criar uma sociedade justa e proporcionar oportunidades para todos. Equidade e acessibilidade no ensino superior são questões críticas que precisam ser abordadas.

Um dos primeiros passos em direção a esse objetivo é projetar salas de aula que apoiem diferentes formas de aprendizado. Se as instituições optarem por oferecer ambientes de aprendizado híbridos e HyFlex, os instrutores devem ter cuidado para fornecer experiências de aprendizado equitativas para todos os alunos, estejam eles remotamente ou pessoalmente. Os alunos remotos não podem ser tratados como uma reflexão tardia, e as experiências presenciais não devem ser vistas como superiores. Oportunidades iguais devem ser oferecidas para que os alunos interajam com seu instrutor, o material do curso e entre si, não importa onde estejam.

 

Autor: Susan Fourtané
Fonte: Fierce Education
Artigo Original:
https://bit.ly/3qyXkPR

Fernando Giannini

Pesquisador de tecnologia aplicada à educação, arquiteto de objetos virtuais de aprendizagem, fissurado em livros de grandes educadores e viciado em games de todos os tipos. Conhecimentos aprimorados em cursos de grandes empresas de tecnologia, principalmente no Google Business Educational Center e Microsoft. Sócio-proprietário da Streamer, empresa que alia tecnologia e educação. Experiência de 18 anos produzindo e criando objetos de aprendizagem, cursos a distância, design educacional, interfaces para sistemas de aprendizagem. Gestor de equipe para projetos educacionais, no Ensino Básico, Médio e Ensino Superior. Nesse período de trabalho gerenciou equipes e desenvolveu as habilidades de liderança e gestão. Acredita na integração e aplicação prática dos conhecimentos para a realização de projetos inovadores, sólidos e sustentáveis a longo prazo. Um dos grandes sonhos realizados foi o lançamento do curso gratuito Mande Bem no ENEM que atingiu mais de 500 mil estudantes em todo o Brasil contribuindo para a Educação Brasileira.

Participe da nossa comunidade no Whatsapp sobre Educação e Tecnologia

0 comentários

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Posts Relacionados

Competências essenciais na era digital

A proliferação da IA em muitos aspectos da vida humana - desde o lazer pessoal até o trabalho profissional, passando pelas decisões políticas globais - impõe uma questão complexa sobre como preparar as pessoas para um mundo interconectado e em rápida mudança, que está...

Educação digital para prevenir abusos sexuais online

Depois de participar de uma aula incrível com a professora Beatriz Lorencini e o Felipe, fui tirado da bolha onde costumo estar a maior parte do meu tempo se não o tempo todo. Quando percebi eu estava em choque por "não saber ou escolher não saber" que existem...

Cinco passos para utilizar o ChatGPT na sala de aula

Como professor, é quase certo que você já tenha utilizado inteligência artificial (IA), mesmo que uma vez ou diariamente em seus trabalhos acadêmicos sem saber ou se importar como ela funciona. Um exemplo disso é a filtragem de spam de e-mail e o verificador...

43 exemplos de inteligência artificial aplicados na educação

O potencial do uso da inteligência artificial na educação para aprimorar o aprendizado, auxiliar os professores e estimular um aprendizado individualizado mais eficaz é empolgante, mas também um pouco assustador. Para se ter uma conversa inteligente sobre IA na...

Impacto de robôs na curiosidade infantil

Resumo A curiosidade é fundamental para o aprendizado, mas as crianças em idade escolar apresentam variações em sua vontade de adquirir informações. Pesquisas recentes sugerem que outras pessoas têm uma forte influência no comportamento exploratório das crianças. Será...

10 práticas para utilizar IA em sala de aula

Nos primeiros dias de dezembro de 2022, tarde da noite, sob o manto da escuridão, digitei avidamente "ChatGPT" em minha barra de pesquisa do Google. Entrei no mundo da IA com nervosismo e entusiasmo, como quando entrava em uma loja de doces quando criança e era...

Tag Cloud

Posts Relacionados

[dgbm_blog_module posts_number=”4″ related_posts=”on” show_categories=”off” show_pagination=”off” item_in_desktop=”2″ equal_height=”on” image_size=”mid” author_background_color=”#ffffff” disabled_on=”off|off|on” module_class=”PostRelacionado” _builder_version=”4.16″ _module_preset=”default” title_font=”Montserrat||||||||” title_text_color=”#737373″ title_font_size=”19px” title_line_height=”25px” meta_text_color=”#666″ meta_font_size=”13px” content_font_size=”13px” content_line_height=”30px” author_text_color=”#666666″ custom_css_content_container=”display:flex;||flex-wrap:wrap;” custom_css_image-container=”padding-top:70%;||overflow:hidden;” custom_css_image=”position:absolute;||top:0;||left:0;||bottom:0;||right:0;||object-fit: cover;||height:100%;||width:100%;” custom_css_title=”padding:20px;||margin-top:0;||order:2;” custom_css_content=”padding:0 20px 20px;||order:3;” custom_css_post-meta-middle=”order:1;||padding:20px;||border-bottom:1px solid #dcdcdc;||border-top:1px solid #dcdcdc;” border_width_all_post_item=”0px” border_width_all_content=”0px” box_shadow_style_container=”preset1″ box_shadow_blur_container=”5px” box_shadow_spread_container=”1px” box_shadow_color_container=”rgba(0,0,0,0.1)” global_colors_info=”{}”][/dgbm_blog_module]

Receba a nossa newsletter

Fique por dentro e seja avisado dos novos conteúdos.

Publicações mais recentes