Lançamento do GPT-4, “uma nova mudança significativa” para IA e ensino superior

Tempo de leitura: 3 minutes

Loading

Nova versão do chatbot da OpenAI pode interpretar imagens e auxiliar estudantes

A capacidade da nova versão do ChatGPT de interpretar imagens e “auxiliar” estudantes apresenta novos desafios e oportunidades para o ensino superior, de acordo com especialistas. Com as universidades ainda tentando entender o impacto que os chatbots de inteligência artificial (IA) podem ter nas avaliações e pesquisas, a OpenAI lançou o GPT-4, apenas 15 semanas após a versão anterior causar tanto alvoroço ao redor do mundo.

Embora o acesso total à tecnologia ainda estivesse restrito, aparentemente representava mais uma “mudança significativa” no que a IA generativa era capaz de fazer, segundo Thomas Lancaster, professor sênior de ensino em computação no Imperial College London.

Na divulgação em torno do lançamento, a OpenAI destacou a maior capacidade do GPT-4 de passar em exames populares em comparação com o ChatGPT, alegando que ele obteve 298 de 400 pontos no exame da ordem dos advogados e 163 no Teste de Admissão à Faculdade de Direito, em comparação com 213 e 149 na versão anterior. O risco de estudantes usarem IA para escrever dissertações ou concluir exames já levou muitas universidades a proibir o ChatGPT nos campus..

Os resultados relatados foram “incríveis”, disse o Dr. Lancaster, mas foi a capacidade de processar e responder a imagens que diferenciou o GPT-4 do que veio antes, afirmou ele. “Isso significa que você pode tirar uma foto de uma questão de exame com imagens e diagramas e esperar que o GPT-4 consiga formular uma resposta.
“Isso pode não ser útil em um exame supervisionado onde os alunos não têm fácil acesso ao GPT-4, mas existem todos os tipos de usos do mundo real dessa tecnologia para os quais precisamos estar preparando os alunos.” Mike Sharples, professor emérito do Instituto de Tecnologia Educacional da Open University, concordou que a capacidade de interpretação de imagens apresentava várias possíveis novas utilizações da IA generativa.
“Os alunos poderão usá-la para responder a questões complexas de exames contendo figuras e ilustrações. Eles também poderão usar o GPT para resumir trabalhos de pesquisa completos”, disse ele.

“Ele pode interpretar mapas conceituais, fluxogramas e até mesmo textos uniformes. Pode transformar um esboço de uma interface de computador em um programa de computador funcional.”
O professor Sharples disse que o GPT-4 também poderia atuar como um “guia experiente” para os alunos, pois poderia responder a consultas de maneira intelectual, orientando e moldando seu aprendizado.

A empresa de educação Khan Academy já anunciou que utilizará a nova tecnologia para alimentar um tutor virtual, e o professor Sharples disse que essa “transformação não deve ser subestimada”.
Os acadêmicos também poderiam usar esse novo recurso em seu trabalho, acrescentou ele, e ele mesmo estava usando o GPT-4 para “aumentar meu pensamento na preparação de palestras e artigos”.
O fato de o GPT-4 agora poder gerar até 25.000 palavras de uma só vez também representa uma “enorme oportunidade e um enorme desafio”, de acordo com o professor Sharples.
“Isso significa que acadêmicos e estudantes podem pedir ao GPT-4 para gerar trabalhos de até 50 páginas”, disse ele, acrescentando que isso era um “grande desafio para todo o processo de publicação acadêmica”.

Ele disse que usou o GPT-4 para gerar um “artigo de conferência” inteiro sobre comparações entre redações de estudantes universitários e versões escritas por IA, dando apenas um título e uma lista de principais questões de pesquisa para abordar como prompts. Ele criou com sucesso “um estudo de pesquisa, com métodos e resultados, incluindo uma tabela de descobertas e uma análise estatística dos dados inventados”, disse o professor Sharples, acrescentando que isso deveria forçar os editores de revistas e presidentes de conferências a repensar seus critérios de aceitação para artigos.

Por exemplo, eles podem agora precisar exigir acesso aos dados completos coletados pelo pesquisador, disse ele, o que traria potenciais problemas de privacidade e desenvolver novas diretrizes para afirmar claramente o que é e o que não é aceitável em relação ao uso de IA pelo autor. Dr. Lancaster disse que a habilidade de escrita do GPT-4 também parece ter avançado, abordando uma das questões identificadas com o ChatGPT, que tendia a produzir frases formuladas que, em seguida, poderiam ser detectadas por detectores de IA desenvolvidos para identificar texto gerado por IA.

David Cyrus, um dos criadores de um detector de IA que surgiu recentemente, o AICheatCheck, disse que a ferramenta foi treinada para se preparar para o GPT-4 e pareceu funcionar tão bem quanto, com base em um teste de 400 artigos. Mas o Dr. Lancaster disse que o GPT-4 poderia “escrever muito mais no estilo de um autor individual, além de ser capaz de escrever textos longos”, o que significa que seria mais difícil para os sistemas de detecção treinados no ChatGPT funcionarem. “Isso também significa que os acadêmicos que comparam estilos de escrita de estudantes entre avaliações podem não usar mais essa abordagem para detectar má conduta acadêmica”, acrescentou.
“Eu esperaria ver avanços contínuos nesta tecnologia – então, mais do que nunca, precisamos trabalhar com isso no futuro, em vez de contra. Este é um momento incrivelmente empolgante para se trabalhar em educação.”

Autor: Tom Williams
Artigo original: http://bit.ly/3FJ3OQM

Fernando Giannini

Pesquisador de tecnologia aplicada à educação, arquiteto de objetos virtuais de aprendizagem, fissurado em livros de grandes educadores e viciado em games de todos os tipos. Conhecimentos aprimorados em cursos de grandes empresas de tecnologia, principalmente no Google Business Educational Center e Microsoft. Sócio-proprietário da Streamer, empresa que alia tecnologia e educação. Experiência de 18 anos produzindo e criando objetos de aprendizagem, cursos a distância, design educacional, interfaces para sistemas de aprendizagem. Gestor de equipe para projetos educacionais, no Ensino Básico, Médio e Ensino Superior. Nesse período de trabalho gerenciou equipes e desenvolveu as habilidades de liderança e gestão. Acredita na integração e aplicação prática dos conhecimentos para a realização de projetos inovadores, sólidos e sustentáveis a longo prazo. Um dos grandes sonhos realizados foi o lançamento do curso gratuito Mande Bem no ENEM que atingiu mais de 500 mil estudantes em todo o Brasil contribuindo para a Educação Brasileira.

Participe da nossa comunidade no Whatsapp sobre Educação e Tecnologia

0 comentários

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Posts Relacionados

Aprendendo com IA: espelhos sociais e intelectuais

Até recentemente, as interações humanas com máquinas antropomorfizadas (entidades não-humanas que são atribuídas características humanas) eram consideradas divertidas, mas não eram vistas como emocionalmente relevantes para a maioria das pessoas. Embora muitos se...

10 efeitos negativos do uso de celulares para as crianças

Crianças de todo o mundo (embora não todas) utilizam smartphones para diversas finalidades. Algumas passam horas conversando com amigos, enquanto outras se dedicam a jogar inúmeros jogos. A Internet é frequentemente considerada uma fonte de conhecimento para as...

Sistemas de tutoria inteligente

Adaptação da aprendizagem de acordo com o nível e ritmo do estudante Os sistemas de tutoria inteligente se baseiam na capacidade de adaptar a aprendizagem de acordo com o nível e o ritmo do estudante. Usando inteligência artificial e técnicas de aprendizado de...

Quanto custa manter a nuvem no céu para o meio ambiente?

À medida que a humanidade aumenta sua capacidade de intervir na natureza com o objetivo de satisfazer as necessidades e desejos crescentes, aparecem as tensões e conflitos quanto ao uso do espaço e dos recursos naturais. Quanto custa manter a nuvem no céu para o meio...

Competências essenciais na era digital

A proliferação da IA em muitos aspectos da vida humana - desde o lazer pessoal até o trabalho profissional, passando pelas decisões políticas globais - impõe uma questão complexa sobre como preparar as pessoas para um mundo interconectado e em rápida mudança, que está...

Educação digital para prevenir abusos sexuais online

Depois de participar de uma aula incrível com a professora Beatriz Lorencini e o Felipe, fui tirado da bolha onde costumo estar a maior parte do meu tempo se não o tempo todo. Quando percebi eu estava em choque por "não saber ou escolher não saber" que existem...

Tag Cloud

Posts Relacionados

[dgbm_blog_module posts_number=”4″ related_posts=”on” show_categories=”off” show_pagination=”off” item_in_desktop=”2″ equal_height=”on” image_size=”mid” author_background_color=”#ffffff” disabled_on=”off|off|on” module_class=”PostRelacionado” _builder_version=”4.16″ _module_preset=”default” title_font=”Montserrat||||||||” title_text_color=”#737373″ title_font_size=”19px” title_line_height=”25px” meta_text_color=”#666″ meta_font_size=”13px” content_font_size=”13px” content_line_height=”30px” author_text_color=”#666666″ custom_css_content_container=”display:flex;||flex-wrap:wrap;” custom_css_image-container=”padding-top:70%;||overflow:hidden;” custom_css_image=”position:absolute;||top:0;||left:0;||bottom:0;||right:0;||object-fit: cover;||height:100%;||width:100%;” custom_css_title=”padding:20px;||margin-top:0;||order:2;” custom_css_content=”padding:0 20px 20px;||order:3;” custom_css_post-meta-middle=”order:1;||padding:20px;||border-bottom:1px solid #dcdcdc;||border-top:1px solid #dcdcdc;” border_width_all_post_item=”0px” border_width_all_content=”0px” box_shadow_style_container=”preset1″ box_shadow_blur_container=”5px” box_shadow_spread_container=”1px” box_shadow_color_container=”rgba(0,0,0,0.1)” global_colors_info=”{}”][/dgbm_blog_module]

Receba a nossa newsletter

Fique por dentro e seja avisado dos novos conteúdos.

Publicações mais recentes