Revisando as atividades para a Educação a Distância

Tempo de leitura: 3 minutes

Loading

Muitas tarefas fora da classe que você planejou não precisarão ser alteradas durante o ensino online. Os tipos de trabalho que os estudantes teriam concluído individualmente – como atividades de múltipla escolha, resolução de problemas, perguntas e respostas – podem não exigir modificações, especialmente quando avaliam a capacidade dos estudantes de fazer leituras, de dados e / ou conceitos já encontrados no conteúdo programático. 

As complicações devem surgir nos casos em que você pediu aos estudantes que trabalhassem juntos, apresentassem seu trabalho interativamente em sala de aula e / ou usassem pesquisas ou outros tipos de recursos encontrados exclusivamente na escola ou na comunidade. Nesses casos, você pode ter que introduzir modificações em seu plano original, direcionando os alunos a recursos alternativos.

Concentre-se no que você deseja avaliar

Ao começar a pensar sobre quais partes de suas atividades você deseja preservar ou modificar, você desejará identificar, o mais claro possível, as competências que você  realmente deseja avaliar. Se parecer muito difícil para seus estudantes concluírem o podcast em grupo que você atribuiu, você pode se perguntar: o que você mais teve interesse em aprender sobre seus estudantes nessa tarefa?

Foi sua capacidade de se envolver em trabalho de grupo colaborativo? Sua capacidade de demonstrar domínio de gravação e edição de áudio? A sua capacidade de entrevistar alguém? Sua capacidade de contar uma história convincente? Dependendo de sua (s) resposta (s), você pode chegar a caminhos diferentes.

Se o núcleo da tarefa fosse sobre trabalho em grupo, então pode ser um bom momento para começar a preparar os estudantes para realizar reuniões em grupo pelo Zoom; se o núcleo fosse a narrativa, talvez você pudesse permitir que os estudantes que não terão o benefício de um workshop cancelado sobre gravação do podcast enviem um roteiro.

Conecte os alunos com os recursos de que precisam

Certifique-se de que os estudantes tenham acesso a qualquer (ferramenta) software, tecnologia ou outros recursos físicos necessários para concluir as tarefas. O ideal é usar software ou outros recursos (por exemplo, repositórios de objetos educacionais) que estão disponíveis gratuitamente para os estudantes.

Crie muitas oportunidades de diálogo

Quer reconheçamos ou não, o feedback frequente é a forma em que todas as atividades funcionam. Pode ser fácil, ao mudar para online, e subestimar os muitos caminhos, tanto informais quanto formais, que nossos estudantes utilizam para fazer e responder perguntas quando estamos ensinando cara a cara. Quer seja abrir um curso no final da aula, recorrer ao um colega na cadeira ao lado ou participar de um grupo de estudos, no ambiente presencial os estudantes se beneficiam imensamente das oportunidades de comunicarem as suas ideias. Como podemos ter certeza de que os estudantes estão se beneficiando desses recursos quando estamos ensinando remotamente?

  • Se você planeja fazer com que os estudantes apresentem seus trabalhos em aula, peça a eles que apresentem aos colegas e à equipe pedagógica por meio de uma reunião no Zoom da classe. Como alternativa, os estudantes podem gravar uma apresentação em seu telefone ou computador e enviá-la.
  • Na medida em que seus estudantes se beneficiariam em receber o feedback dos colegas fora da classe, você pode incentivá-los a usar as ferramentas colaborativas, como Google Docs e Zoom, para oferecer feedback uns aos outros. Você também pode designar alguns estudantes para grupos de estudo e estabelecer salas de Zoom formais para seu uso.
  • Se você faz parte da equipe pedagógica, você pode designar alguns membros de sua equipe para monitorar a função de bate-papo que acompanha sua reunião de classe do Zoom, e incentivar os estudantes que têm dúvidas sobre as próximas tarefas a publicá-las. Como início do curso, você pode responder a um resumo dessas perguntas no final de sua reunião de classe online.

Fonte: Harvard University
The Derek Bok Center for Teaching and Learning
https://bokcenter.harvard.edu/assignments-remote

Fernando Giannini

Pesquisador de tecnologia aplicada à educação, arquiteto de objetos virtuais de aprendizagem, fissurado em livros de grandes educadores e viciado em games de todos os tipos. Conhecimentos aprimorados em cursos de grandes empresas de tecnologia, principalmente no Google Business Educational Center e Microsoft. Sócio-proprietário da Streamer, empresa que alia tecnologia e educação. Experiência de 18 anos produzindo e criando objetos de aprendizagem, cursos a distância, design educacional, interfaces para sistemas de aprendizagem. Gestor de equipe para projetos educacionais, no Ensino Básico, Médio e Ensino Superior. Nesse período de trabalho gerenciou equipes e desenvolveu as habilidades de liderança e gestão. Acredita na integração e aplicação prática dos conhecimentos para a realização de projetos inovadores, sólidos e sustentáveis a longo prazo. Um dos grandes sonhos realizados foi o lançamento do curso gratuito Mande Bem no ENEM que atingiu mais de 500 mil estudantes em todo o Brasil contribuindo para a Educação Brasileira.

Participe da nossa comunidade no Whatsapp sobre Educação e Tecnologia

0 comentários

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Posts Relacionados

Escrita à Mão Aumenta Conexões Cerebrais

Como a escrita tradicional à mão está sendo progressivamente substituída por dispositivos digitais, é essencial investigar as implicações para o cérebro humano. A atividade elétrica cerebral foi registrada em 36 estudantes universitários enquanto eles escreviam à mão...

IA na Educação

O salto para uma nova era de inteligência artificial de máquina traz riscos e desafios, mas também muitas promessas No romance de ficção científica de Neal Stephenson, The Diamond Age (A Era do Diamante), de 1995, os leitores conhecem Nell, uma jovem que recebe um...

As 10 melhores ferramentas de IA para estudantes

A Inteligência Artificial (IA) tem se tornado cada vez mais predominante em vários setores, e a educação não é exceção. Com o rápido avanço da tecnologia, graças a empresas como a Open AI, as ferramentas de IA surgiram como recursos valiosos para os estudantes que...

Seis perguntas que ditarão o futuro da IA generativa

A IA generativa tomou o mundo de assalto em 2023. Seu futuro - e o nosso - será moldado pelo que fizermos a seguir. Foi uma pessoa desconhecida que me mostrou pela primeira vez o quão grande seria a mudança de vibração deste ano. Enquanto esperávamos juntas por um...

IA e o crescimento da mediocridade

Como a maioria das pessoas, gosto de me considerar um indivíduo, mas há uma semana entrei em um estacionamento e encontrei cinco carros idênticos ao meu em termos de marca, modelo, ano e cor. Fiquei feliz por ter me lembrado do número da minha placa e que meu chaveiro...

Tag Cloud

Posts Relacionados

IA na Educação

IA na Educação

O salto para uma nova era de inteligência artificial de máquina traz riscos e desafios, mas também muitas promessas No...

Receba a nossa newsletter

Fique por dentro e seja avisado dos novos conteúdos.

Publicações mais recentes